quinta-feira, 30 de junho de 2011

Aconchego

Um cheirinho de lavanda entrando junto com uma brisa fresca pela porta da sacada...
Um vinho amadeirado a 7 graus em taça de cristal estacionada ao lado da vela, também de alfazema...
Uma travessa reluzente com cortes dos queijos mais saborosos e geleias de frutas vermelhas...
Um prato de torradinhas salgadas...
Água com gaz para atiçar as papilas...
A sua música tocando ao fundo...
Seus pés descansando em uma grande almofada macia de tecido cru...
Um livro! O livro! Aquele livro!
Mais tarde tem chocolate quente e seriado na TV pra dormir com a cabeça cheia de sossego...
Isso é aconchego. Nada mais.

sábado, 25 de junho de 2011

Pedras

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
Mas não esqueço de que minha vida
É a maior empresa do mundo…
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
Apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
Se tornar um autor da própria história…
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
Um oásis no recôndito da sua alma…
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “Não”!!!
É ter segurança para receber uma crítica,
Mesmo que injusta…

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…

Fernando Pessoa