quarta-feira, 28 de abril de 2010

Escola Internacional de Goiânia expõe benefícios da robótica no currículo regular


Desde 2007, a Escola Internacional de Goiânia aposta na tecnologia como forma de desenvolvimento social, raciocínio e trabalho em equipe para os alunos a partir de seis anos de idade. Esse avanço se deu com a implantação das aulas de robótica, que são ministrada do primeiro ao oitavo ano (fundamental 1 e fundamental 2), estudando os princípios e os avanços da robótica.

Lego Education
Dos seis aos oito anos, os alunos recebem uma mesma ‘maleta’ contendo as peças que eles usarão nos projetos. São peças básicas de robótica, como vigas, eixos, engrenagens, polias e blocos. Em cada aula é desenvolvido um projeto diferente e a cada mês é utilizada uma revista de educação tecnológica, publicado pela Lego Education. A revista contém projetos que serão executados pelas crianças, sempre contextualizados com outras matérias. “Um bom exemplo é o projeto de construção de uma máquina de reciclagem. O trabalho acaba sendo um complemento e tanto para as aulas de ciências, que estuda a questão ambiental, entre outros assuntos”, explica Fernando Rassi Nader, diretor da Escola Internacional de Goiânia.

As aulas começam em sala, por meio de uma discussão iniciada pela professora sobre certo assunto. A partir daí, cria-se uma curiosidade nos alunos, que são encaminhados para o laboratório de robótica, onde os projetos são desenvolvidos, com a orientação do professor.

Criando robôs
Até os oito anos de idade, os alunos utilizam as peças básicas. A partir dos nove, as peças motorizadas são inseridas. É quando os alunos conhecem o motor. “Começa aí uma curiosidade maior e o aumento do interesse. A partir dos 11 anos de idade, os alunos passam a desenvolver programas no computador, inclusive a criação de robôs que resolvem problemas e adquirem missões que são programadas pelas crianças, por meio de projetos orientados ou mesmo criados pelos próprios alunos”, informa Nader.

Em todas as idades, um dos grandes objetivos é trabalhar os conceitos tecnológicos. “É quando a criança começa a compreender o funcionamento das coisas. Por exemplo, o que faz um elevador subir e descer? Como funciona o motor de um carro? Assim, através da robótica, você já começa a inserir na rotina dos alunos princípios da física relacionados à mecânica, à eletrônica, entre outros”, diz o diretor.

De acordo com Fernando, o intuito da Escola em ensinar a robótica vai além de fazer com que os alunos tenham uma melhor formação científica. “Com esse trabalho desenvolvemos também a sociabilidade, o trabalho em equipe, o aumento da reflexão e da autonomia podendo, inclusive, aumentar a segurança no que se faz”. Nader explica que essa segurança é justamente o que faz uma criança crescer sabendo tomar suas próprias decisões. “E decisões certas!”, acrescenta. A robótica ainda desenvolve a organização, a coordenação motora e a interpretação.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Festa da Persiflex na Morar Mais 2010


Persiflex aposta no talento goiano

A Persiflex Persianas e Cortinas e a Solaris Toldos promovem noite de confraternização para arquitetos, decoradores, designers e imprensa, nesta quinta-feira, dia 29 de abril, no Espaço Persiflex da Morar Mais por Menos. O evento é um reconhecimento do trabalho que os profissionais goianos desenvolveram este ano na mostra. As duas empresas goianas, patrocinadoras da Morar Mais, apostam nos talentos e acreditam que o público merece conhecer de perto o que há de melhor no mercado de cortinas, persianas e toldos. “É por acreditar nesses profissionais e no conceito da mostra que estamos junto com a organização da Morar Mais por Menos 2010. O ideal do evento, de apresentar espaços criados a partir dos conceitos da sustentabilidade, sofisticação, brasilidade e com o melhor custo-benefício, é outro fator que nos fez ter a certeza de que firmamos uma parceria de sucesso”, explica o empresário Luiz Sérgio Marques, da Parsiflex.

Os produtos Persiflex e Solaris estão presentes em 23 dos 34 ambientes da Morar Mais 2010. São cortinas, persianas e toldos que oferecem o que há de melhor em termos de matéria-prima, design, estilo, acabamento e mecanismos de acionamento. E o que é interessante, tudo isso respeitando o meio-ambiente. São peças que seguem as últimas tendências mundiais e que atendem perfeitamente tanto aos mais simples, quanto aos mais exigentes projetos decorativos.

A Morar Mais por Menos 2010 resgatou seu conceito inicial de mostrar que é possível ter acesso à qualidade, beleza e sustentabilidade sem gastar muito. “Esta também é a visão da Persiflex, que usa matérias-primas inovadoras que aliam a sofisticação à uma tendência ecológica necessária nos dias de hoje”, diz Marques.

A Persiflex é uma empresa goiana, com 22 anos de atuação no mercado nacional que acredita na criatividade ilimitada do profissional goiano. “Não podíamos deixar de lado a oportunidade de estar mais próximos dos profissionais, dos clientes e do que há de mais arrojado em termos de arquitetura, decoração, design e paisagismo”, finaliza o empresário.

domingo, 25 de abril de 2010

Enfim, alguém pensou!


Designer cria fechadura que ajuda ‘beberrões’

Usando um sistema parecido com o de um funil, novo design facilita a localização do buraco da chave mesmo no escuro

Para quem está acostumado a chegar muito tarde em casa depois de um cansativo dia de trabalho, ou para os festeiros que frequentemente demoram um pouco mais para encontrar o buraco da fechadura, um designer desenvolveu um sistema que parece ser a solução para acertar a chave com mais facilidade.

De acordo com o site Yanko Design, Junjie Zhang inventou uma fechadura batizada de V Lock (Fechadura em V), que utiliza um sistema parecido com o de um funil. O design apresenta uma abertura maior que dá acesso ao buraco da chave. Assim, o morador tanto pode introduzir a chave na fechadura normalmente, quanto posicioná-la na abertura maior e apenas escorregar para a posição correta. Com um acesso mais largo, fica mais fácil abrir a porta sem precisar ‘acerta no alvo’.

Como a grande queixa dos moradores que bebem um pouco além da conta é sempre acertar o buraco da fechadura, o design pode ser uma 'invenção' abençoada. Por enquanto, a fechadura que ajuda os ‘beberrões’ ainda é um protótipo e não está à venda.

Do site Época Negócios.

Ja pensou? Quando isso começar a ser vendido, vai ter fila.

sábado, 24 de abril de 2010

Resultado do campeonato deste sábado: 3 X 0!

Minha empregada é PhD em quebrar copos. Acho que ela fez curso de extensão, mestrado e doutorado no assunto. Ultimamente, ela tem feito campeonato do tipo "Que copo vamos quebrar desta vez?"

Hoje, o placar, até agora, está 3 x 0 pra empregada.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Em nova fase, Versato inaugura franquia Portofino Portoro e apresenta showroom Roca

A Versato Acabamentos traz para Goiânia traz a Portofino Portoro, uma empresa paulista especializada em acabamentos sofisticados, diferenciados e exclusivos. As linhas de materiais são cuidadosamente escolhidas para atender os mais diferentes estilos e gostos. “Nossa preocupação em oferecer o que existe de melhor nos transformou em Portofino Portoro por Versato”, explica empresária Márcia Simonsen, que inaugura a nova fase da Versato no próximo dia 29. “Nossa filosofia é sentir as necessidades de cada cliente e enxergar cada projeto de arquitetura como um sonho”, completa.

Showroom Roca: da Espanha para o Brasil,
o melhor da cerâmica mundial.

No mesmo evento em que a Versato incorpora a Portofino Portoro, será apresentado ainda o showroom Roca, grupo espanhol com 90 anos de tradição e líder mundial em produtos para banheiros, com fábricas em quatro continentes e presença comercial em 80 países. A Roca atua em duas unidades de negócios: revestimentos cerâmicos e louças sanitárias e metais. A presença global faz com que a marca Roca esteja permanentemente conectada às tendências mundiais e aos diferentes estilos de vida. Mais do que soluções, a marca Roca oferece ousadia, amplia a capacidade criativa das composições, expressando a personalidade de cada projeto.


Também no dia 29 de abril, com coquetel em ritmo espanhol, será apresentada a ampliação do showroom Versato, com o Espaço do Pátio (espaço junto ao café com cobertura de vidro, onde serão apresentados novos produtos trazidos pela franquia Portofino Portoro) e o Deck com Spa (junto ao jardim, sendo o deck em cimentício que imita madeira além do Spa, linha zen com hidroterapia e shiatsu).

Versato na Casa Cor 2010

Entre as muitas empresas que se fazem presente na Casa Gor Goiás 2010, a Versato Acabamentos é uma das que mais se destacam. A loja vai assentar na mostra 1.100 metros quadrados de revestimentos em diversos ambientes. Tudo o que for novidade em acabamento poderá ser conferido nos ambientes by Versato.

Serviço
Evento: Versato faz coquetel de Inauguração da franquia Portofino Portoro e apresentação do novo showroom Roca
Data: 29 de abril de 2010, às 19h30
Endereço: Versato Acabamentos: Rua 146, nº 379, Setor MaristaFones: 3945.0075 / 9119.1450

domingo, 18 de abril de 2010

Estou na Europa, ilhado, com vulcão...

Estou vivendo um momento único da história: estou passando - e sou personagem - do que é considerada a maior tragédia mundial!
Estou na Itália, numa cidadezinha chamada Casserate, e sem jeito de sair daqui.
Estamos aguardando algo acontecer: a nuvem de fumaça que vem do vulcão da Islândia, um maremoto - que pode vir a acontecer a qualquer momento... Mas se o vulcão explodir, terei de ficar um bom tempo na Europa.
Eu queria morar aqui, mas não desse jeito... O dia que eu voltar ao Brasil vou bater os joelhos no chão. Não estou com medo, mas um certo pavor toma conta de todos nós.
Gente, parece Armagedom!!!

sábado, 10 de abril de 2010

Viagem


Tô indo...

Rumo ao Velho Mundo.

Por um tempo - acho, e espero! - anacessível!

Até a volta...

segunda-feira, 5 de abril de 2010

domingo, 4 de abril de 2010

Inclusão!

.::: :. ::. ::::... . :... ::...:
..:.. ::.::.. .:: .::: .....:.:::
.:.:.:::... ...::.::.: .::::.:::

É braile, gente!

sábado, 3 de abril de 2010

Viola e microfone

O cantor segunda voz de uma dupla sertaneja é igual ao trema. Hoje em dia se tirar ninguém sente diferença!