sábado, 15 de novembro de 2008

Tudo tem um começo

Já comprei até o cesto para colocar a roupa suja. O motivo? É para desocupar a caixa, onde veio embalado o microondas, até então usada para colocar as roupas suadas. Na tampa da caixa tem até um recado da Nazaré (Maria de Nazaré – minha primeira empregada que brigava com o aspirados de pó e com o escorredor de pratos!) pedindo para não jogar a caixa fora que ela serveria, a partir de então, para colocar a roupa suja. Não é de ver que aceitei?

Minha casa tá uma bagunça. Tô me perdendo em meio a tanta desorganização... Minha mãe disse que será preciso um exército de secretárias “Do Lar” para conseguir colocar tudo em ordem. Confesso que não me sinto bem, mas também não tenho forças para resolver. Eu precisaria de uma semana de folga para colocar as coisas no lugar, jogar um monte delas fora e separar aquilo que não me serve mais... Mas nesse tempo, eu também posso assistir a várias temporadas dos meus seriados preferidos e ler, pelo menos, dois dos oito livros que comprei pela promoção do site da Saraiva.

Bem, para que tudo volte ao normal, a primeira coisa a fazer era criar mais espaços. Desfazer-me de coisas que não têm uma finalidade clara e só ocupa lugar na casa. Comecei pela caixa do microondas, sutilmente imposta pela Nazaré como espaço para a roupa suja. Depois acharei um local para guardar o aspirador de pó e uma centena de revistas que fica debaixo do computador, no meu escritório. Depois os CDs, as mais de 200 canetas espalhadas – muitas não funcionam desde que foram criadas! – e todas as folhas de papel, com alguma coisa importante anotada, que ficam espalhadas pela bancada do escritório.

Mais que força de vontade, é preciso ter fé e a ajuda de muita gente, que também não vai poder fazer nada, já que a bagunça nossa somente nós mesmos a entendemos. Somente eu sei o que devo fazer, o que posso jogar no lixo e o que devo guardar e onde guardar. Para isso, ontem comprei o cesto de plástico, verde, para colocar a roupa suja no banheiro. Pelo menos é um começo...

PS.: Meu apartamento tá uma bagunça, mas nem passa perto da imagem da foto. Ela não é da minha casa. É apenas ilustrativa e foi conseguida através da internet, no Santo Google!

3 comentários:

KK disse...

hehehe... dou jeito em dois tempos, duvida?! antes, chama o caminhão do lixo e manda estacionar na porta!

Juliana Faleiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Faleiro disse...

Boa Noite Rimene, sou estagiária da assesessoria do Tribunal de Justiça de Goiàs, já te vi lá, sou a mais alta da sala.
Com relação a bagunça do seu apartamento tenho um exemplo aqui em casa dessa situação. O quarto da minha mãe é uma bagunça, ela tenta, tenta mas não consegue arrumar e tanta coisa, DVD, perfume, brinco fora do lugar, um horror.