sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Copenhague urgente! Pum assassino


As vacas vão ter de parar de peidar. E tem de ser logo! Ontem, se for o caso. Cientistas brasileiros apresentaram estudo na conferência de Copenhague mostrando que 50% da emissão de gases tóxicos na atmosfera é proveniente da decomposição do capim que o gado come, que produz o metano, um tanto mais maféfico que o CO2. Além disso, o Brasil vai ter de investir pesado para conseguir reduzir a emissão de gases em 36%. Vai ter de começar por aí!

Daí já apareceram vários outros cientistas apresentando soluções viáveis e eficazes. Um sugeriu que a vaca mudasse o cardápio e acrescentasse um azeitezinho à salada. Isso diminuiria a produção do peido ‘metanolado’. Outro foi além. Muito mais além... A ideia do cara era dar antibiótico pro rebanho inteiro. O remédio mataria boa parte das bactérias que produzem a fermentação e, por conquência, libera o ameaçador pum atômico ‘metanolado’.

Gente, mas é uma sacanagem da ‘braba’, mesmo, né? Já pensou, interferir na forma natural que as vacas têm de fabricar peidos atômicos para fazer as pobres pararem de peidar? Mas que coisa sem noção! Até eu, ignorante na causa da pecuária, sei que existem proveitos melhores para esses peidos. Gás metano é caríssimo e poderia movimentar até veículos, ser usado em indústrias e... adivinha? Isqueiro! Isso mesmo. Alguém te pede o isqueiro empresatado para acender um cigarro. Você, todo solícito e orgulhoso de ser simpatizante do Green Peace, e saca um recipiente verde, com uma foto pequena de um gado gordo, no meio de um pasto verdinho. Acende o cigarro da moça e deixa um cheirinho de mato no ambiente.

Pensa também na geração de emprego... Quando a coisa começar a se popularizar, vai haver adolescentes vendendo peido de vaca engarrafado em pets. No rótulo, mais um apelo para o meio ambiente: “Traga sua garrafa prástica para levar o próximo peidão!”. E o que vai ter de gente comendo capim pra tentar peidar e engarrafar para vender como se fosse de vaca... é a tal da energia sustentável e renovável.

Lula, esquece o pré-sal!

2 comentários:

Cynthia Pires disse...

Pobres bovinos!!!
E o 'pum' do Sarney? Qual a parcela dele para a degradação do meio ambiente?
bj primo

Anônimo disse...

Por falar em 'pum' e em Sarney, acho que seu blog pode fazer uma análise especial no caso da censura imposta ao jornal O Estado de São Paulo e suas repercussões depois de mais uma vergonhosa atuação do STF.
Como alguém que atua na área de comunicação, acho que você pode fazer uma boa análise e quem sabe, ganhar uma boa participação do seu grupo de blogueiros.
Os 'pobres mortais' do nosso lado nem sempre são ouvidos...mas, se fazer ouvir pelo grupo que compartilha uma mesma idéia é muito bom.
Fica aí minha sugestão que é, atualmente, um dos assuntos que não me faz sentir orgulho de ser brasileira. Pra não falar de outros...
beijos