terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Prefeitura de Nova Veneza na contramão do incentivo


Na semana passada, uma moça que mora na cidade de Nova Veneza e estuda em Goiânia foi impedida de entrar no ônibus que transporta os estudantes do interior para a capital. O motivo foi a falta de pagamento da mensalidade, de R$ 50, do transporte escolar. A mãe da garota trabalha como doméstica e ganha uma quantia que, retirando os R$ 50, compromete o orçamento mensal familiar. Os vencimentos mensais da família – pai, mãe e filha –, conseguem pagar os estudos da moça, a alimentação, energia, água, IPTU e todos os impostos que nos são cobrados dia-a-dia. Pois bem, a ameaça agora é o abandono dos estudos.

Desde a década de 1980, a Prefeitura de Nova Veneza cede o transporte para aqueles que pretendem ir além do ensino colegial – que é oferecido na cidade –, ou para quem procura um ensino diferenciado, em escolas melhores que as públicas que existem no interior. Me lembro que antigamente uma Kombi transportava os poucos alunos, que se revezavam diariamente no lanche para não pesar no bolso de ninguém. Cada dia um tinha a responsabilidade de providenciar o café da manhã para todos.

Com o passar do tempo, o número de pessoas que procurava uma vida melhor aumentou. Elas acreditavam que a solução para tudo estivesse na educação e, como a capital é próxima e o ensino melhor, estudar em Goiânia deixou de ser capricho e passou a ser a coisa certa a se fazer. O colégio da cidade oferecia o curso de Magistério. Mas nem todo mundo queria ser professor. Então, quando se concluía a antiga 8ª série, o melhor a fazer era procurar um cursinho em Goiânia e enfrentar o vestibular. A vida começava a tomar rumos melhores.

Muitos profissionais de hoje, que saíram de Nova Veneza para fazer a vida na capital, conseguiram notoriedade. Outros apenas se formaram e continuam trabalhando com dignidade e ainda gerando renda para o município, em forma de impostos e com a força de trabalho. Até mesmo o prefeito da cidade usufruiu do ônibus que saía de Nova Veneza às 5h30 da manhã, todos os dias, e retornava às 14h. Ele também foi um dos que tiveram que deixar o interior para estudar na capital e ter uma vida melhor. Tanto que virou prefeito.

Pois bem, no mês passado, a Câmara Municipal de Nova Veneza (cujo presidente é o vereador Andrey Mesquita, que também usufruiu do transporte gratuito durante anos!) aprovou o início da cobrança pelo serviço de transporte de estudantes. Coisa que foi feita uma única vez, durante uma administração, no início da década de 1990, mas que não foi adiante. Acredito que o papel do poder público seja o de incentivar ao máximo a educação. Quando fiquei sabendo que a cobrança passaria a ser feita, liguei para o prefeito de Nova Veneza, Luiz Antônio Stival Milhomens, com a certeza de que ele vetaria a cobrança. Vã ilusão, a minha! Ele disse a mim que seria uma cobrança a título de colaboração. O problema é que quem não colabora, também não pode usar o transporte. Na verdade, uma colaboração compulsória!

O prefeito Luiz Antônio se justificou dizendo que a queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) havia comprometido o orçamento; que deveria fazer grandes sacrifícios para não ser pego pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Disse também que a arrecadação de impostos caiu, que muitos secretários tinham até reduzido os próprios salários... Enfim, disse-me que a situação do município não era das melhores. Assim como não é boa situação dos 246 municípios goianos! Mas o que não pode, na minha opinião, é mexer na educação. O que não pode é impedir que os sonhos de muitos jovens sejam comprometidos por causa dos R$ 50 que o prefeito acredita, vão ajudar a balancear as contas do município. Não vai refrescar em absolutamente nada! Se há de serem feitos cortes, que não sejam na educação!

Um problema é a falta de recursos e isso é preciso resolver. E é justamente o poder de resolver os problemas de um município, sem criar outros, que faz do político um bom administrador. É a forma de administrar, facilitando o acesso à educação, saúde, saneamento básico, enfim, que faz do administrador, um estadista, sonho de todo político! Acredito que, como jovem visionário que é, como administrador que tem se mostrado ser e como um estudante dependente de um transporte que já foi, o prefeito Luiz Antônio Stival Milhomens vai rever essa cobrança. Já que, se o maior problema é com as contas, poderia começar cortando o supérfluo, como a decoração natalina da praça da cidade. Foram muitos R$ 50 gastos para espalhar luzes, “cascata com água cristalina”, anjos e uma casa de Papai Noel. Mas o saco do bom velhinho provavelmente estará vazio e o sonho de muitos estudantes, de um dia ter um diploma, pode ter se tornado historinha triste de Natal.

12 comentários:

a vida disse...

Primo, Parabénssssssssssss!!!
amei! isso é uma vergonhaaa!!!

Anônimo disse...

Nossa quem fez iss0 ta de PARABENS!
esta faltando pensar na educação e realização dos estudantes, 50 reais n e nda pra eles n, pq so a casa do papi noel doi 13.000 e pro disel do onibus sera que n tem ñ!?

Bela Iniciativaa

Anônimo disse...

Para o nosso Prefeito de Nova Veneza fazer a casa do Papai Noel e gastar 13.0000 de reais ele tem , Para fazer um show na virado do ano com a dupla João neto e Frederico e Leo Magalhães isso ele tem MAIS AGORAAAAAAA
COBRAR O ONIBUS DOS ESTUDANTES ai falta recursos ,a arrecadação de imposto caiu , são tantas BALERAS que ele inventa que só bobo pra cair nessa !
Sem falar das pequenas cisternas que se encontra no meio da cidade .
Amei essa reportagem

marinamel10 disse...

parabéns para quem fez essa reportagem, concordo com tudo. o nosso prefeito luiz antônio que era um pobre e dependia de um onibus para estudar, e nunca pagou nada agora quer cobrar de nós estudantes isso é uma vergonha para o prefeito!!!!!!!! agora que de tanto roubar da população veneziana e tem dinheiro esnoba nos estudantes que custa pagar a menssalidade do curso e ainda quer mais dinheiro!!!!!!!!!
luiz antônio um prefeito sem dignidade, o pior que ja passou pela administração de nova veneza!!!!!!
LUIZ ANTÔNIO ISSO QUE VC ESTA FAZENDO É UMA VERGONHA PRA VC MESMO!!!!!!

Anônimo disse...

ALEM DESSA DO TRANSPORTE ESCOLAR FIQUEI SABENDO DE FONTE SEGURA QUE O NOSSO PREFEITO E SEUS ALIADOS TIVERAM A CAPACIDADE DE MELAR A FINAL DA COPA ALCIDES RODRIGUES NO QUAL NOVA VENEZA ERA FINALISTA PORQUE O PREMIO PARA O CAMPEAO ERA UMA UTI MOVEL, FALTARÃO 6 JOGADORES, PERDERAM, TÁ MAIS PORQUE NÃO QUERER UM PREMIO DESSES PARA A NOSSA CIDADE, SIMPLES, COMO PREFEITO IA FAZER BARULHO ( FOGUETE,CARIATA ETC), SEMPRE QUE ELE CONSEGUE ALGO,IMPRESSIONANTE A MANEIRA DE CONDUZIR AS COISAS, IDAI QUE QUEM DEU FOI GOVERNO DO ESTADO OU QUE O CAMPEONATO LEVA O NOME DE ALCIDES.TIVE A INFORMAÇÃO QUE ELE JA CONSEGUIU A UTI PARA O ANO QUE VEM AI SIM VAI TER FESTA, FOGUETE E CARIATA.

cintyarl disse...

OLA RIMENE! GOSTARIA DE PARABENIZA-LO PELAS BRILHANTES PALAVRAS! POIS SOU ESTUDANTE E ACHO UM ABSURDO PAGAR 50,00 POR MES, USANDO O ONIBUS APENAS 2 VEZES POR SEMANA, DIAS EM QUE TENHO AULA. GOSTARIA DE SUGERIR, MAS INFELISMENTE O TRANSPORTE COLETIVO DA CIDADE TMB ESTA UMA VERGONHA, VISTO SO TER 4 HORARIOS DE ONIBUS DE GOIANIA PARA NOVA VENEZA, E O PREFEITO ATE HOJE NADA FEZ, POIS ELE NAO ANDA DE ONIBUS NE!!!

Gisa disse...

Meus parabéns pela reportagem que foi feita e muito admiro a decisão do prefeito, que n~[ao pensa na sociedade de Nova Veneza, como já utilizei o transporte durante 4 anos agora é a vez da minha irmã fazer uso, pois essa cobraça mexe bastante com o orçamento da minha mãe, pois pagar faculdade e demais conte fica muito complicado. Espero que consigamos a "não cobraça do transporte escolar" Parabéns Rimene.

Maria Aparecida disse...

Primeiramente eu gostaria de parabeniza-lo pela materia. Gostaria que voce fizesse uma materia com os trabalhadores, mães e pais de familias que saem das suas casas as 05:30hs e/ou 06:30hs da manha e so podem retornar as 21:00hs pela falta de interesse das autoridades em buscar novos horários junto à CMTC.A ausência desses pais, não acaba influenciando na educação dos filhos?

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Beatriz Maria Borges Dias disse...

Bom Dia!
Jornalista Rimene Amaral,ao ler sua matéria sobre a nossa cidade fiquei feliz em saber que um filho da nossa cidade está sempre desejando o melhor para sua terra natal e não como muitos sobem na vida e esquecem.
Rimene, existem jornalistas e o jornalista espefíco e autêntico como voçe. Parabéns, se em nosso mundo existissem em todas as áreas trabalhistas profissionais como voçe com certeza teriamos uma sociedade melhor.

Ass: Beatriz Maria Borges Dias.

Rimene Amaral disse...

O post “Prefeitura de Nova Veneza na contramão do incentivo”, publicado por mim aqui no blog, no último dia 15 (mesmo dia em que foi publicado no jornal Diário da Manhã), rendeu vários comentários. Todos, sem exceção, elogiaram o texto e a forma como o problema da cobrança do transporte estudantil foi abordado. Gostaria de dizer que, em momento nenhum, minha intenção foi de difamar qualquer pessoa que seja. Apenas quis mostrar que os problemas existem e que um administrador deve resolvê-los sem causar outros. E isso é possível! Apenas um comentário foi excluído por ter usado palavras muito pesadas. Como jornalista, que se preocupa com o lado socio-educacional de qualquer um, não sou de censurar, mas prefiro que tudo seja escrito com as palavras certas. Mesmo assim, agradeço e respeito o sentimento da pessoa que me escreveu, mas não assinou. Também concordo em não querer se identificar.

Acho que estou um pouco no papel de “voz do povo”. Também gosto disso. Quando me formei fiz um juramento de usar a minha profissão para tentar corrigir os problemas sociais. Não temos o poder de mudar as coisas – ou temos? – porque esse poder deve partir dos nossos governantes: vereadores, prefeitos, deputados, senadores, presidente e afins. Mas quando algo não vai de acordo com o social e qualquer pessoa pode enxergar que existe algo errado, o meu papel, o papel da imprensa, é cobrar! Foi justamente isso que fiz. Mostrei o problema e pedi que uma solução fosse dada. Então, agora é esperar para saber se o problema será resolvido. Vou continuar fazendo o meu trabalho, que é a minha vocação. Vou continuar mostrando os problemas seja de Nova Veneza, seja do Xinguara, de Nova Iorque ou de qualquer parte do mundo. Basta que eu tenha conhecimento.

Pensem que você também tem o poder de se manifestar. Não é xingando, gritando ou odiando. Podemos mostrar o que há de errado com uma simples frase. Podemos falar! Aliás, o povo que é cidadão tem uma grande arma em mãos, que ninguém pode tirar: o voto! Façamos dele a nossa arma em defesa dos fracos e da justiça para que todos possam ter mais qualidade de vida. Se todos se manifestarem dessa forma, tenha a certeza, o mundo será melhor. E acredite: VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA.

Obrigado a todos!

Anônimo disse...

Parabéns! Agora falta você falar do asfalto e dos coletivos que a população usa para se deslocar até Goiânia. Os trabalhadores tem que levantar de madrugada pegar um ônibus lotado e retornar somente no período noturno. Sair 05:30hs da manhã ou se não 06:30hs. Se peder esses dois não tem mais, somente as 10:00hs. O retorno é bem pior. Existe o horário das 19:30hs, para quem sai as 17:00hs,17:30hs ou 18:00hs é um tormento esperar até 19:30hs. Quem está cansado louco para chegar em casa é muito ruim ficar esperando tanto tempo. Nova Veneza está um lixo. Se for falar de tudo que Nova Veneza precisa iria dar muitas matérias. Parabéns novamente e continue de olho aberto com nossa cidade natal.