terça-feira, 8 de julho de 2008

TROCANDO FRALDAS E COMENDO PÃO DE QUEIJO

Vou começar. Ainda não tenho noção de como se gera um blog. Tudo que fiz foi invejar a minha amiga Gal. Fiquei pensando se cuidar disso aqui seria o mesmo que cuidar de um filho, tendo responsabilidades, testes de paciência e muita disciplina. Não cheguei a qualquer conclusão, a princípio. Deixei passar um tempo e voltei a pensar na hipótese de ter "um filho" virtual, que me serviria mais como analista, para eu desabafar e poder contar as coisas boas que aprendo, como foi o caso do pão de queijo sem ovos e sem óleo. Quis contar para o mundo, já que sou viciado na iguaria e odeio academia. Mas freqüento, por obrigação imposta pelos padrões de saúde, já que também sei apreciar umas boas doses de bebidas alcoólicas.


Um filho precisa ter atenção especial, pensei. O blog também não pode ficar à deriva, senão acaba se tornando uma monotonia só. Mas será que terei paciência para visitar isso aqui todos os dias, nem que seja por alguns míseros minutos, e postar qualquer coisinha? Acho que não vai ser difícil. E, além do mais, posso fazer com que a coisa seja prazerosa: venho aqui o dia em que achar que devo. Não deixa de ser um filho, mas que também pode ser alimentado pelos meus amigos e colaboradores. Farei questão de dar os créditos a quem me mandar textos e boas experiências com a vida. Principalmente se alguém descobrir uma forma de fazer pamonha sem gordura e ela tiver o mesmo gosto. Assim como foi com o pão de queijo!

Vamos lá. Não vou fazer nenhum prognóstico do que será "O Dono do Tempo." Aliás, o nome se deve à minha compulsão por relógios e pelo tempo. Não sou de me atrasar em hipótese alguma. Somente por motivos de força maior, que não vem ao caso, no momento, já que estou falando de pontualidade.


Espero contar com a participação de muita gente. Seja pra que for: reclamar, desabafar, ler as crônicas e as dicas, trocar informações, contar piada, enfim... Sejam todos bem-vindos e espero que esse possa ser um espaço divertido para todos. Vou tentar divulgar e, quem puder, me ajude nessa empreitada... Casa aberta, filho no mundo - que seja virtual - e pão de queijo no forno (sem ovos e sem óleo!). Pegue a sua caneca de café e divirta-se.

Obrigado!

9 comentários:

Alinne Soares disse...

Muito legal... todos os dias uma nova receita... uma nova vida... uma nova experiência... Adorei "O Dono do Tempo".

HISTÓRIAS DE REMY disse...

Parabéns pelo blog, você verá quão divertido é..... mesmo que esqueça dele por um tempo...que não lhe dê atenção, mas ele sempre vai estar lá esperando suas palavras...o amigo blog!!!
=D

Paulo Henrique disse...

Filho é? Ei, gostaria de saber quem é a Mãe...

Bacana o seu Blog Rimene, ainda criarei vergonha na cara e farei o meu também.

Aline Leonardo disse...

Gente, só pra deixar claro, GAL sou eu, mas podem me chamar também de Aline Leopardo! Rimene vai descobrir que esse exercício é terapeutico! Por experiência própria te digo que ajuda a controlar a ansiedade que, no meu caso, você sabe justificadíssima! Adoro seu texto e suas tiradas bacanas... então, estarei sempre por aqui. Já postei o Dono do Tempo como um dos meu blogs favoritos. Beijo, me liga, te adoro!

lialopes.cocos disse...

Adorei...Parabéns...vou visitar sempre "o dono do tempo"cuide bem dessa criança.
bjs!

Jacq disse...

vc sempre falou q eu so entederia o nome do blog depois de ler a primeira postagem!!!! demorou mas li.....
e no bar da sua casa da pra "perceber" sua compulsão por relogios!!!
bjuuuuu

Jacq disse...

vc sempre falou q eu so entederia o nome do blog depois de ler a primeira postagem!!!! demorou mas li.....
e no bar da sua casa da pra "perceber" sua compulsão por relogios!!!
bjuuuuu

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

taderbal disse...

AGORA EU QUERO ESSA RECEITA!